pesquisa google

Pesquisa personalizada

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

o voo da pluma


na leveza da pluma


que flutua leve no ar


carregada por ventos


chegando a outro lugar


viaja longe carregada pela brisa


não faz paradas,não ha descanso


viaja longe a pluma,se perde da minha vista.


voa tambem sonhos e devaneios


de uma mente cansada


passando por paragens


não ha para si uma estrada...


busca um porto seguro


essa velha mente cansada


viaja por devaneios


de uma fertil imaginação


embalada por sonhos


ao som de uma bela canção.


voa,voa imaginação


voa com a levesa da pluma


passa rios,passa florestas


na beira do mar


descansa suas asas.

Postar um comentário