pesquisa google

Pesquisa personalizada

sábado, 10 de outubro de 2009

SONS NOTURNOS




Na noite fria e silenciosa
escuto o grito abafado de um coração
afundo a cabeça no travesseiro 
mas persiste a palpitação

Sozinho escutando os sons noturnos
a morna aragem do verão
vem beijar meu corpo
perdido na escuridão

Ouço o lamento dos insetos
na quente e escura noite
em que até o lamento dos cães
parece uivo arrancado a açoite

Levanto descalço da cama
vou até minha janela
fico maravilhado com a noite estrelada
e mais uma vez,fico pensando nela
que saiu da minha vida
caminha por outra estrada

A noite parece me chamar
grita alto meu nome
e saio para um andar noturno
caminhando por ruas desertas
assim me encontro taciturno

Os sons da noite sibilam a meu redor
como serpentes prestes a dar o bote
para um instante a escutar
lembrando meus tempos de piazote

volto para o silêncio do meu quarto
foi um agradavel passeio
andei na noite quente e serena
sentindo bater no rosto
a brisa que me cobria,amena .



 
Postar um comentário