pesquisa google

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Dias de um passado presente

                   
                            

                     Dias de um passado presente


Em um tempo não distante
Em algum lugar do passado
Sinto em minha alma
Você já ter amado

Por instantes, fecho os olhos
Então você eu revejo
Imagens do passado
Que hoje, em minha vida, eu desejo

Infortúnia força da vida
Que de ti, me fez apartar
Deixando-me angustiado
Nesta ânsia de te amar

Alivio vem com o anoitecer
Quando me chega o sonhar
Não posso racionalizar
Mas sonhando
Posso te reencontrar

Mistérios ainda insondáveis
Que me fazem pensar
Quando no sonho vens me encontrar
E quando sonhando
Mostra-me como te localizar

Ainda não a encontrei
Nem sei se possível será
Mas se puder apenas te rever
Minha saudade aplacara

A sinto viva dentro de mim
No profundo do meu ser
O que só aumenta minha angustia
E a vontade incontrolável
De mais uma vez te ver

Dias de um passado tão presente
Que em outra vida se passou
Passado que o tempo passa varrendo
Mas que tua lembrança não apagou

Quero, e como eu quero
Você de novo reencontrar
Aplacar esta saudade
Que teima em me machucar

Cultivo dentro de mim
A paixão pelo luar
Por saber que onde tu estejas
Ela esta também a te iluminar
Com seus raios cor de prata
Teu corpo a banhar

Ainda lembro-me do teu sorriso
Tinha o poder de me iluminar
Pele suave e sedosa
Era gostoso te acariciar

Que doce fantasia
Minha alma acalenta
Ao menos nos meus sonhos
Este amor se reinventa

E este peito que queima
Quando vem o despertar
Pois resta a saudade
E a doce lembrança
De a noite, eu posso te amar


Postar um comentário