pesquisa google

Pesquisa personalizada

segunda-feira, 24 de novembro de 2008


foi um sonho?foi realidade?
não sei dizer.mas sei que foi maravilhoso.um amor intenso,como nunca antes sentido.
Eu sonhei com emoção,sem lugar para razão.este amor me domina,me deixa alucinada.ah!como anseio pelo suave toque de meu amor,sentir seu corpo junto do meu.
Ainda penso na noite anterior,com este belo sonho,foi vívido,real.e que surpresa ao despertar,jogada no chão,longe de minha cama,semi-nua,de calcinha apenas.o susto e surpresa,deus,foi estarrecedor, maravilhoso ao mesmo tempo,sentia-me molhada,entre as pernas,calcinha ensopada de um gozo inexplicavel,lençois molhados pelo meu prazer unico.
minha irmã, entra no quarto,flagra-me naquela situação,apenas um comentario escapa de sus labios.-seu quarto esta com cheiro de amor maninha.
não entendi de imediato,perdida que estava em meus pensamentos,apenas acenei com a cabeça.eu voltava no tempo,começava recordar do que acontecera,foi um sonho,tenho certeza,mas como explicar eu estar molhada de gozo,ainda tremendo de tezão?
Começo a recordar o sonho.
passeavamos,meu marido e eu,por uma bela fazenda,com uma casa antiga como o propio tempo,com uma paisagem exuberante.
adentramos a casa,tudo era belo e antigo,de m-aos dadas percorremos todos os comodos da casa,ate chegarmos ao quarto principal.era belo,moveis em estilo colonial,a paisagem da janela,dava para um jardim muito lindo,com flores e arvores ornamentais,o sol batia na soleira,iluminando todo o ambiente.
cansados de caminharpela fazenda,sentamo-nos na cama grande e confortavel,com um crado mudo de cada lado.apopiados a cabeceira da cama,de encontro a parede,meu marido,encosta-se em mim.beijando-me.
lembro bem daquele beijo.extremeci naquele beijo.encostando em mim,sentioa seu coração batendo,podia ouvir na verdade o pulsar ritmico de seu coração,
aninho-se entre minhas pernas,que se abria para acolhe-lo.
sem nada dizer,apenas com meu olhar,implorava para que ma possuise ali mesmo,que entendeu meu desejo.livrou-me de meu vestidinho de alças em decote v,beijou-me longamente,enquanto suas mãos acariciavam meus seios.arranquei-lhe a camisa de seu corpo,segurei-o pela cinta e livrei-o de toda a roupa que vestia,dexando-o nu a mimha frente.segurei seu membro com ambas as mãos,conduzindo-o a entrada quente e umida de minha vagina,cheia de tezão,de minha vagina saiam fios prateados de puro tezão.
bandido.deixou-me a esperar,queria de mim sugar todo o mel,que vertia de mim,colocando sua boca quente contra minha minha grutinha,sedenta pelo membro,rijo e tezo dele.
não teve jeito,tremi com o toque de sua lingua.que passeava livremente dentro de minha grutinha,arrancando-me urros e gemidos.gozei.gozei como nunca,inundando sua boca com emu mel.
então ele vem,com aquele mastro duro em diração a minhavagina.implora para que me penetre,estou louca por senti-lo inteiro dentro de mim.
como foi maravilhoso.senti ele me penetrar,pedacinho por pedacinho,eu gemia,delirava,sentindo aquele mastro delicioso,dentro de mim,me dando prazer,ma alucinando,arrando gemidos de praser.
eu olhava para ele,vi em seus olhos,a felicidade estava em seus olhos.ele não econda a felicidade em me possuir,me amar e fazer sua mulher.uma felicidade que so e possivel sentir,quando se ama.
Nos amamos a tarde inteira,e seguimos nos amando noite adentro.nunca tive ou vivi um amor assim.mas estava feliz.molhava seu membro com meu orgasmo,enquando ele me inundava com seu goso.fiquei molinha,exausta,mas satisfeita de todas formas possiveis.Estava o homem da minha vida.tive orgasmos para esta e outra vida.foi divino,real e praseiroso.
acordei de sonho,molhada de amor e tezão,meu gozo denunciava a noite que tive.
então o inexperado acontece.
Ao ligar mais tarde no mesmo dia para meu marido,descubro atonita,teve ele o mesmo sonho,apoz eu relatar meu sonho a ele e contar do acontecido,do estado em que acordei,ele me revela o mesmo ter acontecido com ele.acordou ele todo molhado de gozo tambem,como se tivesse amado a noite inteira.o mesmo sonho,mesma fazenda,mesma situação.ate os mesmos moveis do quarto.
Que amor e este que nos envolve?pois mesmo não estando fisicamente juntos,nos sonhos nos amamos.
Um amor assim,quem podera explicar?
não sei,apenas sei que o amo,e tudo faria de novo,todas as noites.molharia seu membro com meu gozo e ele me inundaria com seu gozo.
o dia que se seguiu foi maravilhoso,sentia-me alegre,feliz.como so o maor pode fazer a contecer.
Agora mais que nunca,amo cada vez mais meu marido





Postar um comentário