pesquisa google

Pesquisa personalizada

terça-feira, 22 de setembro de 2009

DO CREPÚSCULO AO LUAR


Olhando em teus belos olhos
Vendo-a sorrindo
Sob o brilho do sol crespular
Que vai aos poucos sumindo

Me vejo em teus olhos
Refletido
Me encontro, ante tua beleza
Rendido

Meu rosto próximo ao teu
Respiração ofegante
Dois lábios que se colam
Em um beijo extenuante

O sol sumindo envergonhado
Pelo beijo presenciado
Traz atrás de si o luar
Para os amantes iluminar

Banha-os com seus raios prateados
Como seus corpos a cobrir
Pintando em tons de aquarela
Esta cena a colorir

Perdida em devaneios
Sonhos e desejos
Na noite enciumada
Desperto em um beijo

Preso em teu olhar
Impossível desvencilhar
De teu aconchegante corpo
Neste belo anoitecer
Em que uma magia
Está a nos envolver

Com as estrelas a nos espiar
Me entrego pleno de amor
Em teus braços a me enlaçar
Nesta noite sem cor

Apenas pontos brilhando
Em um céu escuro
Dois corpos iluminando
Presos neste amor maduro

Tanto que te esperei
Uma vida a te procurar
Finalmente te encontrei
Postar um comentário