pesquisa google

Pesquisa personalizada

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

sentidos

no grito incessante do silencio
quase me perdi no labirinto
na estranha ausencia dos sentidos
percebi
não mais te sinto

triste constatação
fiquei cego
para não mais te ver
perdi meu tato
por tanto o tezão
não mais a poderei te ter

deixei então de caminhar
para onde poderia eu ir?
surdo também me tornei
para tua voz
nunca mais ouvir

de meus olhos brotam lagrimas
olhos cegos que nada veem
no entanto tua imagem
colada na minha retina
para sempre do meu amor zombando
e eu para sempre
te amando
Postar um comentário