pesquisa google

Pesquisa personalizada

terça-feira, 30 de agosto de 2011

o espirito fênix-parte 1



da luz

Nasce o homem sem macula
livre de pecados e culpas
assim dizem algumas escrituras sagradas
escritas em outro tempo
por almas abnegadas
sem muito conhecimento.

Nasce o homem com apenas um pecado
dizem talvez , o pecado original
fruto do amor de nossos pais
que apenas um se tornaram
na conjunção carnal.

Ignorante criatura
recém-nascido ao novo velho mundo
e sem consciência
este jovem legendário
antigo espirito animal
como fênix renascida
aos poucos de si
toma consciência.

Cada passo em sua nova jornada
acresce-o de conhecimentos
na escola do mundo
da seus primeiros passos
ampliando seus aprendizados.

Cresce o velho espirito
enriquece o novo homem
traz em si velhas culturas
esquecidas no tempo
e na mente das criaturas.

Chega a alvorada da vida
ainda infância desta bela fênix
que traz boas novas
de outros mundos
brados perdidos no vento
berros aos ouvidos surdos.

Nasce o homem sem macula,
talvez
mas acumula-se de maus pensares
que invigilante o homem
deixa-se por eles seduzir
cumulando-o de pesares.

E pouco a pouco
o espirito fênix
fenece
perde seu brilho
esmorece
entrega-se a dor e ao desespero
sentimentos mundanos
humanos
e o homem fênix
seu brilho apaga
se perde em noite eclipsada. 
Postar um comentário